Tesla E O Valor de Mercado

A Tesla foi fundada em 2003 por Martin Eberhard e Marc Tarpenning. O nome é uma homenagem ao cientista Nikola Tesla, revolucionário em conceitos envolvendo corrente elétrica e fornecimento de energia. Quando a empresa Tesla Motors nasceu, seu objetivo não era o de criar carros elétricos, mas sim de apostar em formas de energia alternativa aos combustíveis fósseis.

Em 2004 , Elon Musk fez sua primeira participação na empresa com um financiamento de 7,5 milhões de dólares e se tornou presidente do conselho. Musk é um engenheiro sul-africano que enriqueceu por ter sido um dos criadores do sistema de pagamentos Pay Pal.

Entretanto, foi com o lançamento o Roadster, em 2006, que a Tesla começou a sua guinada comercial.  Este modelo esportivo inicial da marca teve os seus primeiros donos em 2008. Já o segundo modelo da Tesla foi o Model S, o primeiro sedan totalmente elétrico do mercado que liderou as vendas de carros elétricos na Noruega.

Em 2010, surgiu o Model X, o primeiro SUV da empresa que possui autonomia de 474 Km, sem precisar de recarga. Porém alguns problemas com esse modelo fizeram com que a Tesla fosse quase vendida para o Google num acordo bilionário.

Contudo, em 2015, depois de um recall, o Modelo X continuou  a ser comercializado, e o Model S ultrapassou as 100 mil unidades vendidas, tornando a Tesla sinônimo de qualidade e inovação no mercado de tecnologia.

A Tesla é uma empresa privada de capital aberto, que negocia na Bolsa de Valores NASDAQ sob o símbolo Tsla. Fazendo uma breve comparação, ela está avaliada em US $50 bilhões, a Ford em US $ 45 bilhões, a General Motors em US $ 55 bilhões e a Fiat Chrysler em US $ 37 bilhões.

Mas há uma distinção importante: para igualar sua maciça capitalização de mercado, todas as três grandes empresas produzem, literalmente, milhões de carros todos os anos. Em 2017, por exemplo, a General Motors entregou 9,6 milhões de carros ao mercado; enquanto a Ford vendeu 6,6 milhões e a Fiat Chrysler, 4,7 milhões.

Então, o que justifica o enorme valor de mercado da Tesla?

Segundo o professor e sócio da FK Lab, Raphael Palone, o valor intrínseco de uma ação depende basicamente do custo de capital a que se desconta o fluxo de caixa e também a expectativa de crescimento dos dividendos na perpetuidade. “No caso da Tesla, apesar do custo de equity ser maior que de seus pares, a perspectiva de crescimento mais do que o compensa e faz seu valor de mercado ser maior.”

Em outras palavras essas ações representam uma grande aposta em um futuro mais sustentável e limpo para o nosso planeta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *